Para Marx, o homem é escravo da sociedade; para Freud, o homem é escravo do instinto; para Nietzsche, o homem é escravo da moral. No entanto, a realidade é exatamente o oposto: a sociedade, o instinto e a moral existem para servir à liberdade e à vontade humana, e não o contrário. Não à toa, esses autores do final do século XIX gestaram em suas obras o século mais terrível da história humana – o tenebroso século XX -, em que a humanidade sofreu os piores tormentos de sua história, mais foi escravizada e seviciada, exatamente por seguir essas ideias. A leitura das obras dessa “infamíssima tríade” faz qualquer um cair na vala comum do ateísmo e da desesperança, caso não seja feita com o necessário distanciamento e profilaxia.

Dante Mantovani – 05/2014

Dante Mantovani Maestro da Orquestra Jovem de Paraguaçu Paulista, Graduado em Música, Doutor em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina, Formado em Regência Orquestral pela EFNL, da Espanha, é criador do Seminário de Música e Diretor do Festival de Música de Paraguaçu Paulista - SP desde sua fundação em 2017.

Deixe uma resposta